Acesse também nossa página no Facebook

 

 

 

 

 

"ligando o território - pelas linhas do caderno" Joaquim Pedro

 

Territorial (ISSN 2238-5525) é um caderno eletrônico que abre espaço para publicação de trabalhos inéditos (textos, crônicas e poesias). O seu objetivo principal é reunir e divulgar ideias e reflexões de maneira simples e objetiva, o que pode incitar o diálogo e estimular debates. Continue...

Ultimas publicações:

O NEOLIBERALISMO E O BRASIL COLÔNIA DO SÉCULO XXI - Rômulo Hemilton Rocha Marinho

Leia mais: https://www.cadernoterritorial.com/news/o-neoliberalismo-e-o-brasil-colonia-do-seculo-xxi-romulo-hemilton-rocha-marinho/
O NEOLIBERALISMO E O BRASIL COLÔNIA DO SÉCULO XXI - Rômulo Hemilton Rocha Marinho

Leia mais: https://www.cadernoterritorial.com/news/o-neoliberalismo-e-o-brasil-colonia-do-seculo-xxi-romulo-hemilton-rocha-marinho/
 
O NEOLIBERALISMO E O BRASIL COLÔNIA DO SÉCULO XXI - Rômulo Hemilton Rocha Marinho

Leia mais: https://www.cadernoterritorial.com/news/o-neoliberalismo-e-o-brasil-colonia-do-seculo-xxi-romulo-hemilton-rocha-marinho/

 

ELAS EM MIM

Poesia de Lavínia de Sousa Almeida Mendes

Resultado de imagem para elas em mim

 

MIOLO DE POTE

Texto de Edson Batista da Silva

 

CAMINHAR 

Poesia de Armison Rodrigues Pereira

 

A INTELECTUALIDADE QUE TEM NOJO DA ESCOLA

Texto de Glauco Roberto Gonçalves

 

CHILE: LA IDEA DE LIBERTAD EN UN GOBIERNO REPRESIVO Y LA RESPUESTA TERRITORIAL

Texto de Ignacio Rojas Rubio

 

O NEOLIBERALISMO E O BRASIL COLÔNIA DO SÉCULO XXI

Texto de Rômulo Hemilton Rocha Marinho

 

NORDESTE COSTEIRO “LAMBUZADO” DE ÓLEO: OLHA A EXTENSA MANCHA AÍ, Ó! AI QUE DOR!

Crônica de Isis Maria Cunha Lustosa

 

O PÃO E O PÁTIO

Crônica de Matheus Feliciano dos Reis

 

DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS ÀS UNIVERSIDADES FINANCEIRAS: O FIM DO FUTURO COM O PROGRAMA FUTURE-SE

Texto de Glauco Roberto Gonçalves

 

A CICLOMOBILIDADE NEGLIGENCIADA EM GOIÂNIA

Texto de João Paulo Fonseca Peres

 

LAS VICISITUDES DE UNA MODERNIDAD DUAL. Memorias de las colonias a Capdella del Maestro Artur Martorell (1917 – 1918).

Texto de Marti Boneta I Carrera


 

Edição atual - clique aqui